--:--
--:--
  • cover
    HITS-60/60/80
  • cover
    POP
  • cover
    Sertanejo
  • cover
    TBT SAMBA
  • cover
    TBT Web Rádio

Santo André abre portas de UBSs exclusivas para gripe

Sete equipamentos de saúde foram destacados para separar pacientes por alto grau de contágio da variante H3N2

Dérek Bittencourt
Diário do Grande ABC

09/01/2022 | 05:44

A equação entre o crescente número de casos de síndrome gripal, mais o alto grau de contágio do H3N2, variante da Influenza que rapidamente se proliferou durante as festas de fim de ano, multiplicado por hospitais lotados resultou em muita reclamação dos munícipes por toda a região. Para tentar dar conta do grande fluxo de pessoas com sintomas de gripe, a Prefeitura de Santo André decidiu mobilizar sete unidades de saúde exclusivamente para quem estiver com sintomas como tosse, febre, mal-estar e sensação de cansaço (similares aos da Covid-19). Estes espaços estarão disponíveis a partir de amanhã, inclusive com horário estendido, das 7h às 22h, de segunda a sexta-feira.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) já havia adiantado ao Diário que realizaria a manobra colocando à disposição da população pelo menos um equipamento exclusivo por região da cidade – Santo André conta com seis territórios, logo um deles (com maior índice populacional) ficou com uma estrutura a mais para dar conta.

“Com gestão e planejamento, seguimos implantando diversas estratégias para cuidar da nossa gente. A partir de segunda-feira (amanhã), sete unidades vão atender exclusivamente a pacientes com sintomas de síndrome gripal”, declarou Paulo Serra.
Ainda segundo o chefe do Paço de Santo André, “apesar de não termos crescimento no número de internações, percebemos o crescimento da procura pelo serviço e com muita organização buscamos aumentar a capacidade de atendimento e diminuir o tempo de espera. Vamos dobrar nossa capacidade, que está nas seis UPAs. Assim, preservamos aqueles que buscam atendimento e não têm gripe”.

No início da semana passada, Santo André informou que teve aumento de 30% na procura por unidades de saúde em razão de sintomas de síndrome gripal. Questionada pelo Diário na oportunidade, a gestão andreense respondeu que “segue monitorando a evolução da demanda por atendimento nas UPAs e aumentando o número de médicos nas unidades com maior fluxo de pessoas. Reforça ainda que implantou inúmeras medidas como aumento de profissionais no acolhimento, mudança no fluxo de atendimento, entre outras, na tentativa de reduzir o tempo de espera”.

As unidades de saúde que terão o atendimento exclusivo voltado para os pacientes com sintomas de gripe serão: Moysés Fucs (Rua Alexandreta, 180, Jardim Santo André), Centro de Saúde Escola (Rua Irlanda, 700, Capuava), Jardim Irene (Estrada Cata Preta, 552), Vila Guiomar (Rua das Silveiras, 73), Vila Linda (Rua Embaré, 97), Humaitá (Rua Fernando de Mascarenha, 191) e Vila Luzita (Avenida Dom Pedro I, 4.197). Além destas unidades, o município se mantém estruturado com seis UPAs e um pronto atendimento que realizam atendimento 24 horas.